Rabo de cavalo

Olá meus amores! Tudo bem com vocês? Desejo que sim.

Hoje a dica será rápida, mas acho que é bem valiosa, principalmente para quem tem cabelo cumprido. O perigo do rabo de cavalo.

Não quero aqui dizer (quem sou eu para isso?) que não se deve utilizar esse tipo de amarração do cabelo. Mas a minha intenção é só um alerta e dar uma opção para que se agrida menos o cabelo.

O problema deste tipo de amarração é a força e o tipo de prendedor que se usa no cabelo. Geralmente são elásticos e se puxa demais, favorecendo uma tensão nos fios o que pode quebrá-los num processo chamado “alopecia por tração”.

Então meus amores o melhor é prender os cabelos com menos força, deixando-os mais solto, de preferência com os cabelos mais secos e utilizar amarradores revestidos de tecido (pompons) sem o elástico à mostra.

Assim, a aparência e saúde dos seus cabelos serão preservados e os cachinhos agradecem!

elaticosImagem extraída da internet

E aí gostaram da dica? Como amaram seus cabelos? Dividam comigo, vou amar saber como cuidam das madeixas!

Beijinhos e até a próxima!

Pré-shampoo e Co-Wash #todecacho – Salon Line

Olá meus amores, tudo bem com vocês? Desejo que sim.

Hoje teremos resenha aqui no site! O/

É muito legal quando conversamos sobre produtos e trocamos opiniões! Pelo menos pra mim ajuda bastante na hora de optar por comprar o produto ou esperar um pouquinho para testar. Afinal a contenção de gastos deve ser considerada para não gastar além do que podemos.

Enfim, vamos a resenha…

Primeiro vamos ao que a marca descreve sobre o produto:

Apresentamos o Tratamento pra Arrasar 2 em 1, que pode ser usado como pré-shampoo e também, como co-wash. Pra quem, não sabe pré-shampoo é para proteger os cabelos antes de lavá-los com o shampoo e co-wash é a técnica de lavar os fios usando o condicionador. O Tratamento pra arrasar 2 em 1 é nutritivo, hidratante e livre de parabenos. Ideal para cabelos crespos, crespíssimos ou em transição.

Um produto 2 em 1: PRÉ shampoo E co-wash, ideal para ser usado antes do shampoo e também é ótimo, como co-wash. Prepara, hidrata e protege os fios deixando um incrível filme protetor que já promove uma hidratação Power demais! Já como cowash é uma lavagem suave apenas com o condicionador. Você só usa ele!

 

Eu usei este produto e gostei muito! Mas tenho algumas ressalvas para fazer.

Primeiro, não achei que a hidratação foi tão power assim. Hidrata, mas senti certa dificuldade para desembaraçar meu cabelo (desembaraço meu cabelo enquanto lavo com os dedos).

Ele não faz espuma. Como é livre de parabenos, silicones e petrolatos sua composição é suave e não há espuma. Isso não me incomoda, mas tem gente que não gosta e prefere a espuma.

O seu cheiro é suave e a textura é bem condensada. Dá para usar pouco produto e espalhar bem, eu achei que ele rende bastante.

Eu paguei em torno de R$ 12,00 reais, mas no site da Salon Line está R$ 14,90 reais. Confesso que gosto muito dos produtos da Salon Line pelo seu custo/benefício atrativo. São bons produtos com preço bastante acessível.

Na parte de trás do rótulo ele explica a utilização como pré-shampoo e como Co-Wash de uma forma bem didática e que eu gostei muito, pois parece que estamos falando com uma amiga que entende tudo de cabelo cacheado. Fora a embalagem que é bem divertida.

Bom meus amores essas são minhas impressões!

E vocês já usaram esse produto? O que acharam? Ou nunca usaram e estão pensando em comprar? Divide comigo suas expectativas ou experiências nos “Comentários”!

Beijinhos e até a próxima!

Curto que te quero curto

Olá meus amores, tudo bem? Desejo que sim.

Hoje quero trazer aqui no blog dicas para pessoas com cabelos cacheados e crespos para a hora do corte de cabelo. Confesso que quando cortei o meu no grande Big Chop (BC – corte para a retirada total da química na fase de transição) não me senti muito confortável, afinal foram vários anos com o cabelo mais comprido. Mas depois de me adaptar passei a gostar tanto que não penso em deixá-lo muito grande, não. Estou deixando crescer um pouco mais por causa do volume, mas o corte curto me conquistou.

Aprendi lendo muito sobre o assunto que o nosso tipo de cabelo por ter estrutura específica precisa de um cuidado especial por parte do profissional cabeleireiro na hora do corte. Por isso, se puder buscar um profissional que tenha experiência com esse tipo de cabelo a garantia de satisfação com o resultado será maior.

Isso porque a maioria dos cabeleireiros ao cortar o cabelo molham os fios para fazer isso e o nosso tipo de cabelo precisa ser cortado seco. Nosso cabelo seco tem estrutura diferente de quando molhado e é seco que pode-se ter a visibilidade de como ele vai ficar no dia a dia, afinal é seco que usamos o nosso cabelo na maior parte do tempo.

Seco o profissional terá a dimensão do que deve tirar e o que deve deixar na hora do corte, a quantidade precisa a ser aparada e o local exato de colocar a tesoura, porque como os cachos formam “S” e “C” são exatamente nessas curvaturas que eles devem ser cortados.

Algumas dicas na hora da busca pelo profissional:

  1. Ele tem experiência em cabelos crespos/cacheados?
  2. Ele conversa com você antes do corte? Uma consulta inicial pode tirar suas dúvidas, ele passa a conhecer a sua personalidade e o que espera do corte.
  3. O salão tem secadores com difusores ou somente os normais? Isso porque nosso cabelo reage melhor ao difusor.
  4. O cabeleireiro corta o cabelo a seco?
  5. Quais produtos eles usa? Isso para verificar se não vai agredir seus cabelos e se está dentro do que você usa habitualmente nos fios.

Conhecendo essas dicas creio que as chances de o corte te agradar vão subir muito.

Dito isso, seguem abaixo alguns exemplos de cortes (imagens retiradas da internet e foto minha, é claro!). Vale lembrar que são exemplos e que muitas vezes nos nossos cabelos podem ter variações, afinal cada cabelo e diferente e possui estrutura própria.

cortes-de-cabelos-crespos-16 corte-1 eu-hoje 20160714_102941

Por hoje é só meus amores. Desejo ter ajudado. E vocês tem cabelos compridos ou curtos? Pensam em cortar, já tem cortado ou nem pensa nisso? Compartilhe comigo suas experiências, vou amar conhecer e aprender com vocês!

Beijinhos e até a próxima!

 

Preguicinha 

Olá meus amores! Tudo bem com vocês? Desejo que sim. 

Domingão dia de preguiça. Principalmente no inverno. Geralmente eu dou uma atenção especial no visual, mas confesso que hoje não estava com ânimo. 

Para esses dias, em que caprichar na hidratação dos cabelos não faz parte dos planos, tenho uma dica. 

No momento do banho lave os cabelos com xampu e em seguida use ampolas de tratamento intensivo e em seguida creme de hidratação. Eu usei ampola de reparação da Pantene e creme de hidratação da Elséve. 

Faça uma boa massagem nos fios a la estilo fitagem e tome seu banho. 

Enquanto isso os cremes tratam e hidratam seus cabelos. Eu gosto bastante do resultado porque apesar de ser um procedimento que dura de 3 a 5 minutos o cabelo hidrata demais. “Desmancham” nas mãos. 

Cabelos preparados para a semana e sem segredos ou enrolação. 

E vocês tem alguma dica para cuidar dos cabelos de forma prática mas eficiente? Divida conosco nos comentários! 

Desejo que tenham gostado! 

Beijinhos e até a próxima. 💋

Reconhecendo meus cachos: minha história, minha experiência

Olá meus amores, tudo bem com vocês? Desejo que sim.

Hoje quero compartilhar com vocês a minha história e experiência com o reconhecimento e aceitação dos meus cachos.

Como toda menina negra da sociedade da década de 80 fui levada a um padrão de cabelo e comportamento que na minha ingênua cabeça foi aceita como regra máster. Sem dinheiro e infeliz e, ainda, com o cabelo volumoso (por não saber cuidar) me sentia um peixinho fora d’água.

20150219_221849 (2)

 

Ao conseguir meu primeiro emprego fui logo atrás de um alisamento. E aí começou a minha história com a química. De verdade nunca me senti muito confortável com ela. Tanto é que só queria tirar o volume, nunca fiz uma química que alisasse totalmente. Foram anos assim. Presa a salões de cabeleireiros e a cada 3 meses lá ia eu fazer o tal procedimento.

Muitas vezes a cabeça até se feria com produtos que eu nem sabia o nome. Muitas vezes me sentia bonita, mas a escravidão me dava muita preguiça.

Até que comecei a fazer o relaxamento em um salão e comecei a fidelizar um cabeleireiro. Por uns 6 anos fiz o procedimento somente com ele. Até que em um fatídico dia ele deixou o produto muito tempo no meu cabelo, e além de queimar o couro cabeludo também tive os fios do cabelo queimados.

20131229_105000

O aspecto ficou horrível! Decidi nunca mais deixar aquilo acontecer. Mas como confiar novamente em outro profissional? Após alguns meses com o cabelo só amarrado uma pessoa conhecida me sugeriu procurar um salão de cabeleireiros especializado em cabelos crespos e cacheados. Resolvi arriscar. Simplesmente amei!

A proposta desses profissionais é não utilizar produtos que ressequem ainda mais o cabelo e o corte dos fios é feito com eles secos, já que os cabelos crespos e cacheados possuem tamanho e textura diferenciada quando molhado.

Aí comecei a ter conhecimento do que é melhor para cabelos desse tipo. O tratamento adequado nos permite ter um melhor relação com o nosso biotipo e nos permite ser mais naturais.

Vou ser sincera, no começo foi bem difícil, até porque eu não queria ter cortado o meu cabelo tão curto, e para a minha situação era a melhor alternativa. Mas ao mesmo tempo foi libertador, porque depois de muito tempo sentia o meu cabelo natural, além da praticidade que provei com eles curtos.

A partir daí comecei a entender o processo No e Low Poo, mesmo sem ter consciência disso. Passei a utilizar xampu e condicionador sem sulfato, sem petrolato e sem silicone. Outro cabelo!!!!!

Com essa experiência me conscientizei de que na vida o que importa é termos saúde e sermos felizes. Os meus cabelos passaram a ter saúde, livres de tanta química e, eu passei a ser mais feliz cuidando e aceitando o quanto são bonitos naturalmente.

20140209_183350

Recentemente li uma matéria, a qual me identifiquei bastante no UOL  onde a consulesa da França Alexandra Loras narra sua experiência com seu cabelo crespo e o momento de sua aceitação, inclusive étnica, onde uma frase dela me marcou bastante:

“Assumir meus cachos me aproximou de toda a minha negritude e da minha real identidade”… Foi um ato político. O Brasil me aproximou muito das negras militantes, intelectuais e politizadas, estou aprendendo cada dia mais”

Por isso, meu lema é se conheça, se aceite, se cuide e seja feliz. Nada melhor do que deixar preconceitos de lado e se assumir sem ter o peso de ter de segurar amarras que não levam a nada.

20160714_102941

Desejo que tenham gostado de conhecer um pouquinho a minha história e se eu puder ajudar, estou sempre à disposição!

E você, quer contar a sua história? Já passou por essa mudança? Se aceita? Se conhece a ponto de aceitar suas origens? Qual a sua opinião? Deixe nos comentários!

Beijinhos e até a próxima!

 

Pular para a barra de ferramentas